CANDEIAS: PC ELUCIDA LATROCÍNIO

Delegacia de Candeias do Jamari soluciona Latrocínio

Foram concluídas  na data de quarta-feira (08/07/2015), com a prisão/apreensão de todos os envolvidos, a investigação acerca do latrocínio de MINERVINO SILVA MEIRA, ocorrido no mês de fevereiro do presente ano, na Zona Rural de Candeias do Jamari, região da Vila 45.

As investigações iniciaram-se no dia 21/02/2015 quando a vítima MINERVINO SILVA MEIRA foi encontrada morta, no sítio localizado no Km 3,5, Ramal 9,5, Linha 45, em Candeias do Jamari-RO, pelo proprietário do lote onde a vítima trabalhava na fabricação de carvão.

O cadáver da vítima já encontrava-se em estado avançado de decomposição, mas foi possível identificar no exame tanatoscópico uma lesão no crânio, causadora da morte.

Não foram encontrados com a vítima seus pertences pessoais, entre eles seu celular e a pick-up Fiat strada, cabine estendida, cor prata, ano 2010 e duas malas com rodinhas, levados pelos infratores.

No decorrer das investigações, apurou-se que a vítima estava na região trabalhando com três pessoas trazidas por ele do Município de Cujubim, estes que após a morte de MINERVINO SILVA MEIRA fugiram da localidade.

Existiu a dificuldade na qualificação dos três infratores, tendo em vista que o local do crime é de difícil acesso/isolado, e tanto a vítima quanto os infratores eram da Cidade de Cujubim/RO. No entanto, após vários dias de empenho o SEVIC conseguiu qualificar os suspeitos.

Após a qualificação destes a Delegada de Polícia Civil  de Candeias do Jamari, Dra. Keity Mota Soares, representou pelas prisões dos dois maiores e pela apreensão da adolescente infratora, tendo estas sido deferidas pelas Autoridades Judiciárias competentes.

Na data de 26/07/2015, foi preso VALDEIR MARCELINO DA SILVA, o qual confessou a prática do delito, afirmando ter matado a vítima com golpes de enxada, com a ajuda de W.F.A, 18 anos, e da adolescente.

Por fim, na data de hoje, Policiais da Delegacia de Candeias do Jamari estiveram na Cidade de Cujubim onde prenderam  W.F.A e apreenderam a adolescente infratora, os quais estavam na posse das malas subtraídas da vítima, concluindo as investigações.

Fonte: ASCOM/PC/RO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *