Polícia Civil prende homem acusado de estupro no município de Ariquemes

A Polícia Civil do Estado de Rondônia realizou na tarde desta sexta-feira (20/01) a prisão de um homem acusado de estuprar uma criança de apenas dois anos de idade. O crime aconteceu no município de Ariquemes e a prisão foi realizada por policiais civis da Delegacia da Mulher (DEAM) do município citado. As investigações sobre o caso foi conduzida pelo Delegado da Polícia Civil, Dr. Rodrigo Camargo, que revela como tudo aconteceu.

“Há pouquíssimos dias recebemos uma denúncia anônima encaminhada pelo Conselho Tutelar que noticiava suspeitas de que um bebê de apenas dois anos de idade teria sofrido abuso sexual. Imediatamente determinei que os investigadores da DEAM realizassem diligências para verificar a procedência desta denúncia. Após identificar quem seria o bebê, encaminhamos a criança ao Hospital da Criança e posteriormente ao IML, tendo o médico confirmado que a menina teria sofrido o abuso”, disse o Delegado Rodrigo.

Rodrigo Camargo, Delegado da DEAM, revela ainda que após ser confirmado o abuso sexual, foi iniciado um trabalho minuciosa de investigação com o recolhimento de depoimentos e produção de provas. “Ao ouvir o depoimento da mãe da vítima, esta afirmou que havia flagrado o infrator abusando de sua filha no quarto. Ouvimos outras testemunhas que confirmaram os relatos da mãe. Diante das provas produzidas realizamos o interrogatório do infrator que acabou confessando o crime”, disse o Delegado.

O caso foi levado ao Judiciário que determinou a prisão do suspeito e na tarde desta sexta-feira foi realizado o cumprimento da decisão judicial em Ariquemes. O suspeito foi levado ao presídio onde ficará a disposição da Justiça.

Após a prisão do acusado, o Delegado Rodrigo Camargo disse que este tipo de crime é inaceitável. “A pedofilia é algo extremamente repugnante, mas quando a vítima é um bebê a covardia extrapola qualquer limite. Mesmo ciente de todas as nossas limitações, dificuldades estruturais, entre outros, seguiremos combatendo com prioridade o que considero o maior dentre os crimes”, desabafou o Delegado.

Fonte: ASCOM/PCRO com informações do jornalrondoniavip.com.br

Imagem: Rondoniavip