“Operação Águia” prende sete suspeitos com armas, 800 munições e dinheiro em Nova Mamoré

As Polícias Civil e Militar (PM) deflagraram neste último final de semana a “Operação Águia” na Zona Rural de Nova Mamoré (RO), cidade distante a 300 quilômetros de Porto Velho. A ação conjunta dos policiais resultou na prisão de sete pessoas, além de quatro armas de fogo, cerca de 800 munições de diversos calibres e aproximadamente R$ 18 mil em dinheiro e também em cheques de dois bancos diferentes.

De acordo com a Polícia Civil, a operação aconteceu nas Linhas 3 e 4 do Ribeirão e contou com a participação de policiais de Nova Mamoré e também de Guajará-Mirim (RO), cidade vizinha situada a 40 quilômetros.

A Operação Águia teve início com base em várias denúncias de moradores da região de que homens armados estariam intimidando a comunidade e movimentando um comércio clandestino no local.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, foram cumpridos vários mandados da Justiça de busca e apreensão nas residências dos investigados. Durante as buscas foram apreendidas uma grande quantia em dinheiro, munições de vários calibres e quatro armas, sendo três revólveres calibre 38 e uma espingarda.

Todos os suspeitos receberam voz de prisão e foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil. Todos os conduzidos alegaram que as armas eram apenas para defesa pessoal e que não têm nenhum envolvimento com ações criminosas na região.

O Delegado da Polícia Civil responsável pelo caso, Iury Brasileiro, declarou que dos sete presos, cinco foram autuados em flagrante, sendo que quatro por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e um por comercialização de munições, já os outros dois foram ouvidos e liberados por falta de provas.

Dos cinco homens presos em flagrante, quatro pagaram fiança e irão responder o processo em liberdade, já o suspeito de comercialização de munições não teve fiança arbitrada e foi encaminhado para o presídio masculino, onde está à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: G1