POLÍCIA CIVIL e PM prendem elementos que estavam aterrorizando Urupá-RO


No dia 08 de Fevereiro, o setor de investigação da Polícia Civil (Sevic) recebeu uma informação que elementos desconhecidos teriam chegado em uma casa no centro da cidade de Urupá e indagaram ao morador sobre onde estava seu veículo, uma caminhonete modelo S-10, porém este desconversou sobre o carro, umas vez estar na casa de seu outro parente, nestes modos estes saíram tomando rumo ignorado. 

Após tal fato a Polícia Civil, após inúmeras diligências, os abordaram e com eles foram encontrados apenas uma porção de substância aparentemente maconha. Foi dada voz de prisão, encaminhados à Unisp e após lavratura do Termo Circunstanciado, liberados. 

 

Na manhã do sábado 09 de fevereiro, a PC novamente recebeu informações que dois suspeitos teriam tentado subtrair uma motocicleta e que a sua proprietária na hora escutou um barulho e ao averiguar encontrou os dois tentando levar sua moto, devido a presença da senhora e de outros moradores eles fugiram. 

 

Em andamento ao trabalho, estes investigadores  buscaram com persistência pelos suspeitos, quando foram informados que os mesmos agora desta vez estavam realizando um Furto em uma residência localizada à Avenida Pioneiros, desta vez os investigadores acionaram a PM e um Agepen e chegaram na suposta casa.

 

Os policiais Civis acionaram a PM para dar apoio, quando os elementos empreenderam fuga, pulando vários muros e cercas, entretanto sendo alcançados já próximo à linha T-2, após adentrarem um sítio deixando os moradores bastantes assustados. 

 

Foi dada voz de prisão aos infratores e encaminhados à está Delegacia para providências de praxe. Estes são oriundos da cidade de Mirante da Serra, sendo um maior de idade com várias passagens pela polícia e um menor. O maior Iuri de Matos dos Santos foi flagranteado pelo Crime de Furto e o menor responderá pelo Ato Infracional.

 

A Polícia Civil de Urupá, agradece aos inúmeros moradores que colaboraram com as informações para elucidar o caso. Ainda dispõe à  população a Central 197  para quaisquer denúncias. 

 

Fonte: ASSCOM