Polícia Civil e Semagric fecham fábrica clandestina de produção de charque

A Polícia Civil do estado de Rondônia, por meio da Delegacia Especializada em Crimes contra o Consumidor (Decconde), em ação conjunta com fiscais da Secretaria de Agricultura e Abastecimento Municipal (Semagric), fecharam na manhã desta quarta-feira (08/05), uma fábrica clandestina de produção de charque. A ação conjunta foi realizada na Rua Gabriela, bairro Planalto, na zona Leste de Porto Velho, após denúncia anônima registrada na Delegacia do Consumidor. O responsável pelo estabelecimento empreendeu fuga antes da chegada da equipe policial, deixando para trás cerca de 1 tonelada de carne em estado de decomposição.

A Delegada da Polícia Civil e titular da Delegacia do Consumidor, Noelle Leite, revela que após receber denúncia, encaminhou uma equipe de investigadores para o local, juntamente com os fiscais do município, com objetivo de averiguar as informações colhidas. “Na oportunidade, a equipe policial confirmou que na residência citada na denúncia funcionava uma fábrica clandestina de produção de charque e toscana”, explica a Delegada.

De acordo com testemunhas, os produtos ficavam expostos a céu aberto no quintal da referida residência sem nenhuma proteção, misturada com outros produtos e restos alimentícios senha nenhum tipo de higiene. No interior da residência, também foram encontrados restos de carnes em estado de decomposição. Dentro de uma caixa d’água, fiscais encontraram cerca de uma tonelada de carne já com sal grosso jogado por cima, que provavelmente estava sendo preparada para revender. A representante da Polícia Civil revela que a proprietário irá responder pelo crime de relações de consumo.

Os consumidores devem ficar atentos ao comprar qualquer tipo de produto alimentício e, se encontrarem algum produto com o prazo de validade vencido ou sem o selo de inspeção, podem ligar no disque denúncia 3227-4343, da Delegacia do Consumidor.

Fonte: ASCOM/PCRO com informações do site rondoniagora.

Imagem: Arquivo PC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *