MACHADINHO: PC ESCLARECE HOMICÍDIOS

Polícia Civil de Machadinho do Oeste elucida homicídios que causaram clamor social em menos de uma semana

 

Na última semana a Polícia Civil de Machadinho d’Oeste apurou dois crimes bárbaros ocorridos na cidade. Ambos os crimes envolviam crianças e a atuação policial foi rápida e eficaz.

O primeiro Inquérito Policial instaurado foi para apuração do duplo homicídio ocorrido no último dia 23 de abril de 2014. As vítimas Glória Kistner, bem como sua filha de apenas 10 anos, a menor Emília Kistner Ferreira foram encontradas mortas na Linha Ma 16. Os corpos das vítimas, todavia, foram encontrados somente na sexta-feira de manhã (25/04/2014), por seus familiares. No local, foi ainda encontrada uma espingarda, possivelmente a arma usada para o crime.

Apurou-se que vítima saiu cedo para colher café no dia do crime enquanto o marido Jonas S. saiu para um bar na localidade onde passou todo o resto do dia. A vítima não mais foi vista nos dias que se seguiram, enquanto Jonas pediu dinheiro emprestado ao comerciante de uma cerealista e deixou a cidade sem falar com ninguém.

Informações deram conta de que Jonas Santos seria pessoa ciumenta e agressiva, tendo sido presenciada brigas do casal nos últimos dias, oportunidade em que a vítima também manifestou seu desejo de terminar o casamento, fato que descontentou o marido que não queria a separação.

Foi requerida ao juízo da Comarca a decretação de prisão temporária do suspeito Jonas Santos, que foi deferida. O infrator foi localizado em Presidente Médice, local onde o Mandado foi cumprido e Jonas Santos Ferreira, vulgo Bugui, confessou o crime, relatando que praticou o homicídio por estar sendo traído pela esposa e que matou a filha porque a menor estaria acobertando a mãe.

O outro crime bárbaro ocorreu no último dia 28/04/2014, e vitimou a criança Gabriel Ribeiro Gonçalves de apenas cinco anos. O corpo da criança foi encontrado em sua casa numa bancada, com as com as mãos amarradas para trás, um fio feito de papel de balas amarradas ao seu pescoço e com um corte grande em volta da garganta (esgorjamento).

Ao redor do corpo da vítima também havia condimentos tipo: cebola, alho e outros temperos e além de uma estátua, um espelho quebrado e uma chave de velas de moto-serra. O local foi preservado para realização de perícia.

Segundo informações preliminares, o suposto infrator Daniel S. C. teria se deslocado para a Linha para trabalhar no local e ficaria abrigado na casa da família da vítima. O acusado deixou a localidade após subtrair uma motocicleta marca HONDA XLR 125 preta.

A partir da descrição do agente divulgada inclusive nas rádios locais, uma equipe do Serviço de Investigação daquela delegacia diligenciou e acabou por encontrar o infrator com a motocicleta subtraída próximo a Linha Ma 21.

Daniel foi trazido à delegacia onde foi ouvido pela autoridade policial e confessou que matou a criança com golpes de faca e depois realizou um ritual com o corpo da criança. Não restou evidenciada a suposta violência sexual sofrida, tendo a vítima sido encaminhada ao IML para exame. A faca usada no crime também foi encaminhada ao setor de perícia da Polícia Civil.

Apesar da lavratura do flagrante em desfavor de Daniel Santos Costa, as investigações prosseguem a fim de apurar os pormenores do ocorrido, bem como a possibilidade de participação de outros envolvidos.

O Delegado Titular, Sérgio Seizo Toma, ressalta a dedicação de todos os servidores da Polícia Civil de Machadinho do Oeste, em especial à delegada Fabrizia Elias S. Alves e aos agentes de polícia Roberto Abreu, Paulo César, Adilson Serra e Marli Nunes, que não mediram esforços para elucidar os dois casos que abalaram a cidade.

Foto: Delegacia de Machadinho
Fonte: ASCOM/PC/RO

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *