JARU: PC DESVENDA DESAPARECIMENTO

Polícia Civil de Jaru desvenda desaparecimento de bioquímico e prende suspeitos

Na quarta-feira (27/08) a Polícia Civil de Jaru localizou o corpo do bioquímico Francisco Moreno, 65 anos, que estava desaparecido desde sábado (23), já em adiantado estado de putrefação.   O cadáver foi encontrado com as mãos algemadas para trás e apresentando sinais de ter sido incinerado.

Segundo apurou-se, o nacional Chairon Endrik Batista da Silva, 20 anos, juntamente com sua namorada (menor), assassinaram o bioquímico e jogaram o corpo na Linha 625, em uma mata. Após o crime os suspeitos evadiram-se no veículo Corolla, pertencente à vítima, com destino a Ouro Preto, de onde seguiram para Guajará Mirim e em seguida para Porto Velho.

Através das investigações a polícia constatou que, após o crime, foram realizados saques na conta bancária da vítima. Filmagens da agência bancária deram conta que o suspeito Chairon foi o autor de tais movimentações.

No início da noite de quarta-feira (27) Chairon foi preso, e, interrogado, confessou o crime e mostrou o local onde o corpo da vítima foi encontrado.  As buscas tiveram o apoio do serviço velado da Polícia Militar.

Chairon foi preso por força de mandado de prisão temporária, e sua namorada, por ser menor, responderá por ato infracional assemelhado ao crime de homicídio junto ao Juizado da Infância e Juventude competente.  Ela foi apreendida em Porto Velho e conduzida ao município de Jaru, onde se encontra internada.

A Polícia Civil continua com as investigações e trabalha com a hipótese de ter ocorrido latrocínio (roubo seguido de morte), além de estar verificando se há o envolvimento de terceiros. Qualquer informação sobre o caso poderá ser passada ao Disque-Denúncia da Polícia Civil através do telefone 197.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *