MACHADINHO: OPERAÇÃO TABAJARA II

Polícia Civil de Machadinho do Oeste divulga mais resultados da operação Tabajara

A Polícia Civil de Machadinho do Oeste iniciou a operação Tabajara na terça-feira (19/08) tendo continuidade na quarta-feira (20) e quinta-feira (21), onde os policiais daquele município trabalharam ininterruptamente com apoio de outros municípios.

O referida ação visa esclarecer o homicídio de Jonas dos Santos, 30 anos, morto com 3 tiros no domingo (10/08). Na terça-feira (19) a equipe de Machadinho com apoio de policiais de Ariquemes prenderam João Henrique Evangelista, acusado do crime em tela.

Na quarta-feira (20), através das diligências empreendidas em vários municípios e no Distrito de Tabajara, os policiais levantaram que no momento em que ocorreu o crime a vítima estava acompanhada de Eleomar, visto que estes buscavam localizar naquele distrito dois elementos que procuravam pela vítima Jonas.

Mas no momento em que os encontraram, os elementos ao avistarem Jonas sacaram a arma e atiraram. Imediatamente, Eleomar e a vítima revidaram aos tiros, fazendo com que os infratores fugissem do local a pé, deixando para trás a moto em que estavam.

Após as diligências e diante dos fatos Eleomar foi indiciado e preso por porte ilegal de arma, com ele foram encontrados um revólver calibre 38 e uma carabina.

Dando seguimento às investigações, na quarta-feira (21) os policiais de Machadinho levantaram que o irmão da vítima havia tirado da cena do crime uma pistola 9 milímetros, pertence a Jonas. Ao localizá-lo e indagá-lo sobre o ocorrido ele confirmou o fato e disse, ainda, que entregou a arma a um conhecido seu chamado “Neguinho”, para que este a guardasse.

Ao localizar “Neguinho”, este informou que, como iria se ausentar de sua residência resolveu deixar a arma com um amigo. Incontinenti, a equipe se dirigiu à residência deste, mas não o encontraram. Com autorização de uma pessoa que estava na referida casa os policiais realizaram uma busca e encontraram a pistola dentro de uma pochete que estava dentro de um galão de óleo.

Diante dos fatos todos foram conduzidos à delegacia e apresentados à autoridade policial para realização dos procedimentos legais. A pistola estava com a numeração suprimida e municiada com 4 (quatro) projéteis intactos.