DEAAI: PC DEFLAGRA OPERAÇÃO “FOGO AMIGO”

Polícia Civil, através da DEAAI, deflagra operação “Fogo Amigo” e apreende 8 menores que atearam fogo na Escola Flora Calheiros Coutrin

Na sexta-feira (31/10) a Polícia Civil, através da Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (DEAAI), sob o comando das delegadas Alessandra Paraguassu e Gardênia Felício, desencadeou naquela manhã uma grande operação com os policiais lotados no setor de investigações daquela unidade com objetivo de dar cumprimento a 08 (oito) mandados de buscas e apreensões de adolescentes, os quais são suspeitos de terem ateado fogo na sala de informática e na biblioteca da Escola Estadual Professora Flora Calheiro Coutrin, localizada no bairro Escola de Polícia, em Porto Velho/RO.

A delegada Alessandra Paraguassu informou que, logo após o recebimento da denúncia do ato infracional, incontinenti determinou que a equipe de investigação realizasse as diligências culminando com a triste realidade onde todos os infratores envolvidos no ato criminoso, são alunos da referida escola, com idade entre 15 a 17 anos. A delegada afirma que há suspeitas de que os adolescentes apreendidos fazem parte de uma guangue de jovens conhecidos por “DETONALTAS PVH”, onde com a motivação de impor respeito com outros alunos, realizou este ato criminoso.

Com o incêndio ocorrido no início de setembro de 2014, a referida escola teve um enorme prejuízo, pois foram destruídos 16 computadores completos, livros, móveis, cadeiras, impressoras e outros equipamentos eletrônicos. Só não ocorreu dano maior à escola devido à rápida intervenção da equipe do Corpo de Bombeiros.

Na manhã da última sexta-feira (31) os policiais daquela delegacia deram fiel cumprimento aos mandados de busca e apreensão. Não houve nenhum tipo de reação dos adolescentes, os quais foram encontrados em suas respectivas residências. A operação obteve sucesso devido o monitoramento do setor de investigações da DEAAI.

Após a apreensão dos adolescentes, todos foram encaminhados à Unidade de Internação Provisória onde ficaram à disposição do Juizado da Infância e Juventude.