JARU: PC DESVENDA CASO DE RECÉM-NASCIDO

Polícia Civil de Jaru desvenda caso de recém-nascido jogado no rio Mororó e prende suspeita do crime

Na terça-feira (17/02) a Polícia Civil de Jaru/RO desvendou o caso do recém-nascido que foi encontrado boiando no Rio Mororó, o mesmo estava enrolado em um lençol e foi avistado por um motorista, que imediatamente acionou o Corpo de Bombeiros daquele município.

A equipe do Corpo de Bombeiros encaminhou o corpo do bebê ao Hospital Municipal e posteriormente ao Instituto Médico Legal (IML) de Ariquemes para identificar as causas da morte da criança.

Imediatamente após o conhecimento dos fatos a Polícia Civil iniciou as diligências no intuito de desvendar o caso. Através de uma denúncia anônima a polícia chegou à residência de Lucineide S., 29 anos, acusada de ter jogado a criança no referido rio.

Na tarde de terça-feira (17) Lucineide foi encontrada no momento em que colocava sua mudança em cima de um caminhão, pois a mesma se preparava para fugir da cidade. Em seguida os policiais a encaminharam à delegacia e a apresentaram à autoridade policial.

Diante do delegado a indigitada inicialmente negou a autoria do crime, mas diante das evidências colhidas pela polícia acabou por confessar que escondia a gravidez da família e na madrugada de quinta-feira (12/02) sentiu dores e realizou o parto em sua casa sem ajuda de ninguém.

Depois que a criança nasceu, um menino de aproximadamente 3 quilos, Lucineide a pegou juntamente com a placenta e enrolou num lençol, em seguida a pôs em uma caixa e a jogou no Rio Mororó.

A autoridade policial representou pela prisão preventiva da acusada, que foi de pronto deferida pelo Juízo local na madrugada de quarta-feira (18/02).

Fonte: ASCOM/PC/RO