DENARC apreende cerca de uma tonelada e meia de entorpecentes em 2016

O Departamento de Narcóticos (DENARC) da Polícia Civil do Estado de Rondônia realizou apreensão de cerca de uma tonelada e meia de substância entorpecentes ao longo do ano de 2016. A estratégia do Departamento de Narcóticos durante o ano passado foi o combate as “bocas de fumos” que geraram apreensões menores de drogas, porém retiraram de circulação os indivíduos que comercializavam este tipo de produto em comunidades da Capital.

Segundo o Delegado da Polícia Civil, Dr. Marcelo Cozac, a equipe do DENARC trabalhou para fechar as “bocas de Fumos” e inviabilizar a comercialização de drogas na região. “Quando prendemos os chamados ‘boqueiros’, dificultamos o acesso do usuário a esse tipo de produto ilegal, assim como, os traficantes perdem aquela fonte de realizar o comércio de drogas, enfraquecendo o sistema de distribuição destes indivíduos que praticam este tipo de crime”, comenta o Delegado.

Vale ressaltar que o DENARC realizou a prisão de cerca de 250 pessoas, além de apreender 53 veículos utilizados para a prática do crime de tráfico de drogas e um montante em dinheiro. Todos as substâncias entorpecentes apreendias pelo DENARC foram incineradas, sendo uma tonelada incinerada em julho de 2016 e o restante em janeiro do ano vigente.

O Delegado da Polícia Civil, Dr. Ronicir Manfroi, revela que a atuação do DENARC tem reflexo direto na sociedade. “Quando prendemos um traficante e fechamos uma ‘boca de fumo’, garantimos à comunidade mais segurança, pois finalizam-se o trânsito de usuários naquela localidade onde havia a comercialização de substância entorpecente, diminui o número de furtos, roubos e assaltos na região que eram estimulados por meio do consumo de droga. Neste caso, tirar de circulação o traficante de uma determinada comunidade é promover a paz na região e garantir a qualidade de vida as famílias”, finaliza o Delegado Dr. Manfroi.

A Polícia Civil do Estado de Rondônia disponibiliza o número 197 para todo cidadão que deseja realizar denúncias sobre quaisquer prática criminosa. Vale ressaltar que a denúncia pode ser realizada de forma anônima e sigilosa. Faça a sua parte, denuncie!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *