“Método Giraldi” é aplicado a servidores do IICC em capacitação da Acadepol

Durante a capacitação de “Aperfeiçoamento para Profissionais de Perícia Papilóscopica em Local de Crime” realizada pela Academia da Polícia Civil (Acadepol), os servidores do Instituto de Identificação Civil e Criminal “Engrácia da Costa Francisco” (IICC) receberam aulas de Treinamento Defensivo na Preservação da Vida – “Método Giraldi”. Na verdade, o Método Giraldi é mais uma doutrina do que uma simples instrução de tiro, pois prepara o policial para servir e proteger a sociedade, defender a vida e a si próprio.

A disciplina é coordenada pelo Policial Civil e instrutor da Acadepol, Jorge Luiz Magalhães, que explica a importância da aplicação do Método Giraldi para os policiais. “O objetivo da aplicação do método é fazer com que os nossos policiais faça tudo aquilo que for possível para solucionar um conflito sem uso da força, sem colocar em risco a vida e a integridade física de pessoas inocentes, sem o uso da arma de fogo, porém se o disparo tiver que ser efetuado, que seja apenas para cessar uma agressão”, explica o Policial.

O especialista em Método Giraldi na região, Jorge Magalhães, revela ainda que nesta disciplina os servidores do IICC obtiveram conteúdos teóricos e prático, este último, realizado no Clube Rondoniense de Tiro Prático (CRTP) local apropriado para o desenvolvimento desta etapa da disciplina. “Durante o treinamento, realizamos vários procedimentos de segurança, simulações em áreas denominadas pistas que imitam o cotidiano do profissional que atua neste segmento, assim como, a prática dos dois disparos, administração de conflitos, entre outros exercícios relacionados ao Método Giraldi”, comenta Magalhães.

O “Método Giraldi” visa uma mudança de cultura na atuação armada das polícias e dos policiais com a finalidade de servir e proteger a sociedade e, a si próprio. “Vale ressaltar que cerca de 200 policiais civis já realizaram esta matéria, porém, o objetivo é atingir 100% dos servidores da Polícia Judiciária deixando-os aptos para atuar em qualquer circunstancia que a profissão exigir”, disse o Instrutor.

É importante esclarecer que o Método Giraldi é o único treinamento para policiais indicado pela Cruz Vermelha Internacional e pelos Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), assim como, o Tiro Defensivo na Preservação da Vida – Método Giraldi está em consonância com todos os Tratados de Direitos Humanos que o Brasil é signatário.

A disciplina teve carga horária total de 20 horas, sendo 2h de teoria e o restante de aulas práticas e contou com a colaboração dos policais: Paulo Valente, Ricardo Augusto, Carlos André, Henrique Gadelha, Francisco Marcelo, Vilmar, Émerson Dambros, Ivan, Gentil, além do assessor militar do tribunal de Justiça e representante do Método em Rondônia, Cel Ronaldo  e Cm PM Teixeira, armeiro e professor do Método.

 

Fonte: ASCOM/PCRO

Imagens: Ricardo Augusto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *