Polícia Civil esclarece latrocínio realizado em Nova Mamoré

A Polícia Civil do Estado de Rondônia, por meio da Delegacia de Nova Mamoré, esclareceu o crime de latrocínio registrado na semana passada no município de Nova Mamoré. De acordo com informações Policiais, um adulto e um adolescente executaram a vítima com golpes de faca, em seguida esquartejaram e atearam fogo no corpo. O objetivo da dupla criminosa era roubar a motocicleta da vítima e comercializar no país vizinho. Vale ressaltar que ambos os acusados já estão sob a custódia da Polícia Civil, porém, diligências policiais ainda estão sendo realizadas para identificar a participação de mais envolvidos no caso.

De acordo com o Delegado da Polícia Civil, Iury Brasileiro, o adolescente já confessou a prática criminosa e a participação do comparsa. “A dupla de criminosos de forma deliberada, atraiu a vítima ao local em que estavam com o intuito de subtrair sua motocicleta, sendo que após atentarem contra sua vida, transportaram  o veículo para a Bolívia”, disse o Delegado.

Informações policiais revelam ainda que o comparsa do adolescente, no último final de semana, durante uma atividade festiva realizou um disparo acidental de arma de fogo contra si, com isso, ele foi levado até o hospital municipal local e, em seguida, foi transferido para um hospital em Porto Velho onde se encontra até o momento acompanhado por policias que já cumpriram o mandado de prisão. Ele deve ser ouvido assim que receber alta médica.

Entenda o caso

Partes carbonizadas de um corpo foram encontradas pelas Polícias Civil e Militar (PM) dentro de uma fossa, no quintal de uma residência no Bairro Santa Luzia, em Nova Mamoré (RO). De acordo com o boletim de ocorrência, uma denúncia anônima informou que um cadáver estava sendo ocultado no quintal de uma casa na Avenida Arthur Arante Meira e que o crime teria ocorrido há pelo menos três dias.

No local, os policiais encontraram um crânio e um fêmur humano carbonizados. A Polícia Técnico-Científica (Politec) foi chamada e fez os trabalhos periciais. Os peritos constataram que as demais partes do corpo não estavam no local e que possivelmente a vítima tenha sido esquartejada. Um dos moradores da residência foi localizado pelos policiais e conduzido à delegacia onde prestou esclarecimentos.