DECCV: PC CONCLUI INQUÉRITO POLICIAL

Delegacia de Homicídios conclui inquérito referente a morte de um suposto líder de gangue.

Nesta quinta-feira (20/03) a Polícia Civil, através da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida (DECCV), informou à população numa coletiva à imprensa que concluiu o inquérito referente à morte de um adolescente de 16 anos ocorrida há aproximadamente 30 dias.

O crime foi praticado no clube conhecido por “Clube do Netão”, numa festa denominada “Carnatronic”, na zona sul de Porto Velho. No local se reuniram algumas gangues denominadas “Xoxoteiros”, “Travessos” e “Kafetõe-z”.

Durante a festa começou uma briga generalizada.  Durante a rixa um dos adolescentes pediu apoio por telefone ao acusado Clenilton F.S., 21 anos, conhecido como Careca, suposto integrante dos “Travessos”. Este pegou a moto de seu avô e deslocou-se ao clube, munido de arma de fogo.

Chegando ao local, Clenilton, atirou contra o suposto líder da gangue “Kafetõe-z”, de 16 anos, que veio a óbito.

Logo em seguida uma equipe da Delegacia de Homicídios esteve no local e iniciou as diligências para esclarecimento do delito. Em apenas quatro dias todos os envolvidos estavam qualificados e o crime devidamente esclarecido.
O delegado titular daquela Especializada, José Marcos Farias, com indícios suficientes de autoria e prova da materialidade delitiva, representou pela prisão cautelar de Clenilton, contudo o Juiz indeferiu o pleito, aduzindo desnecessidade. Assim, Clenilton responderá pelo homicídio em liberdade.

Os integrantes dessas gangues que estão surgindo em Porto Velho têm uma faixa etária de 15 a 22 anos, sendo que a Polícia Civil informa que estará compondo uma força-tarefa com o fim específico de inibir a ação desses delinqüentes, com vistas a trazer maior tranqüilidade à população.

Foto: Cláudia Batista
Fonte: ASCOM/PC/RO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *