PATRIMÔNIO: PC RECUPERA ANA BEATRIZ

Polícia Civil, através da Delegacia de Patrimônio, recupera bebê Ana Beatriz e a devolve a sua mãe

Na terça-feira (16/12) a Polícia Civil, através da Delegacia de Patrimônio, que contou com o apoio do Depom, conseguiu recuperar a bebê Ana Beatriz, que havia sido subtraída de sua mãe na Zona Leste de Porto Velho/RO, por três suspeitos.

O crime ocorreu no dia 14 de novembro. A mãe Maria Auxiliadora levava sua filha para vacinar quando foi abordada pelos indigitados, que a obrigaram a entrar num veículo. Em seguida a levaram a um local ermo. Naquele momento o rapaz que fazia parte do grupo começou a agredi-la com marretadas em sua cabeça, até que ela se desvencilhou do agressor e fugiu do local deixando sua filha no veículo.

Inicialmente a ocorrência foi registrada na 8ª delegacia de polícia, em seguida foi transferida para a Delegacia de Patrimônio, que imediatamente iniciou inúmeras diligências no intuito de identificar e localizar os suspeitos. Uma semana após o crime a Polícia Civil divulgou o retrato falado dos acusados.

Policiais do Depom passaram informações à referida delegacia Especializada, as quais, também, contribuíram para a elucidação do caso. Na manhã desta terça-feira (16) a equipe da Patrimônio logrou êxito em prender os três suspeitos, que foram identificados como Maria de Fátima Ferreira, Rodolfo Igor Benites e Daiane Alves Cruz.

Imediatamente, os policiais passaram as informações para a delegacia de Patrimônio que conseguiu na manhã de terça-feira (16) recuperar a criança e prender os três suspeitos, que foram identificados como Maria de Fátima Ferreira, Rodolfo Igor Benites e Daiane Alves Cruz.

Os suspeitos foram localizados no Bairro Jardim Santana, Zona Leste da capital. Maria de Fátima confessou na delegacia que decidiu pegar a criança para ser sua filha porque havia engravidado e perdido seu bebê recentemente.

O Delegado Geral da Polícia Civil, Pedro Mancebo, afirmou que devolver a criança a sua mãe foi um presente de Natal para a Instituição. A delegada Ingrid Brandão, que estava à frente do caso agradeceu a população e a todos os policiais que colaboraram para a elucidação deste caso.

Fonte: ASCOM/PC/RO