VILHENA: PC DEFLAGRA OPERAÇÃO TEÍDEOS

Polícia Civil de Vilhena com apoio da PC de Colorado do Oeste deflagra Operação Teídeos e cumpre mandados de prisões

Na manhã desta quinta-feira, 1/10, através da Operação TEÍDEOS, a Polícia Civil em  Vilhena cumpriu quatro mandados de prisão, duas buscas e apreensões em Vilhena e Colorado do Oeste.

De acordo com o Delegado Regional Fábio Campos, a associação criminosa já foi identificada na prática de duas tentativas de latrocínio, ocorridos na cidade de Vilhena, onde os infratores atiravam ao chegar nos locais de roubo em empresas, nos dias 13/09 e 25/09.

Segundo as investigações, os suspeitos montaram uma quadrilha em Vilhena, e pretendiam ramificar no Cone sul, e já tinham recrutado membros no município de Colorado, sendo que o alvo principal era assaltar empresas e casas de alto padrão. Eles já haviam planejado e identificado uma empresa e duas residências de empresários na cidade para praticarem os assaltos.

Porém, após o roubo a um mercado no dia 13 de setembro, em Vilhena, onde os bandidos atiram na perna da vítima, e no dia 25 em outro assalto atiraram no balcão do comércio, começou a operação Teídeos, onde se descobriu que o chefe da quadrilha é Tiago Teles, preso por tráfico de drogas e cumprindo pena no Centro de Ressocialização de Segurança Máxima Cone Sul.

Portando, na manhã desta quinta, foram cumpridos mandados de prisão contra Leonardo Pinheiro de Jesus, Rogério Lima Silva, conhecido no mundo do crime por Calango, apontado como organizador dos assaltos, Paulo Cesar Alves Maurício, este preso em Colorado do Oeste e Roberson Rodrigo Lima da Silva (alcunha “robinho”), também conduzido para a Delegacia de Polícia nesta manhã.

Nos assaltos que ainda realizariam, a ordem do “chefe” era se reagiram atirem para matar.Além disso, foram apreendidas drogas que seriam levadas para dentro do presídio Cone Sul, e uma moto Biz C-100 de cor azul placa NBF-5050/Nova Brasilândia do Oeste/RO, usada nas duas tentativas de latrocínio.

Todos responderão por associação criminosa, tráfico de drogas e tentativas de homicídios.

Fonte: ASCOM/PC/RO