Ariquemes: Polícia Civil firma termo de cooperação com FAAr para programa de estágio na DEAM.

Nesta sexta-feira, 05.08, a Polícia Civil firmou mais um termo de cooperação técnica, desta vez na com caráter de acadêmico e profissionalizante.

O projeto teve a iniciativa do Delegado de Polícia Titular da DEAM em Ariquemes, Rodrigo Camargo, que também é professor de Direito da FAAr.

Com foco na sociedade como destinatária dos serviços públicos, Camargo elaborou minuta e apresentou o projeto à Delegacia Geral de Polícia Civil e à FAAr, sendo o programa de estágio elaborado conciliando os interesses da administração pública de prestar um serviço de qualidade, eficaz e célere, com os objetivos da Instituição de Ensino Superior de formar profissionais capazes de atuar com excelência no mercado de trabalho.

Através deste termo de cooperação, os acadêmicos dos cursos de Direito, Psicologia e Administração terão a oportunidade de colocar em prática os ensinamentos teóricos.

“Sabemos do baixo efetivo da Polícia Civil. Como Delegado Titular da DEAM eu não poderia ficar omisso e deixar de buscar soluções para prestar um serviço cada vez mais eficiente para a população. Por isso durante estes últimos 6 meses dediquei-me intensamente a criação deste programa de estágios. O Estado ganha ao dispor de recurso humano, a Polícia Civil ganha ao agregar estagiários e a faculdade ganha ao proporcionar conhecimento prático aos acadêmicos. Assim o resultado dessa equação não poderia ser mais positiva, pois agora às mulheres de Ariquemes e região terão na Delegacia um atendimento ainda mais rápido”, afirmou o Delegado Camargo.

A assinatura do termo de cooperação ocorreu nas dependências da FAAr e contou com as presenças do professor Dr. Davi Moreira (representando a FAAr), do Delegado Geral da Polícia Civil, Eliseu Muller de Siqueira, do Delegado Geral Adjunto, Luiz Roberto de Mattos e do Delegado Titular da DEAM e professor, Rodrigo Camargo.

A minuta do termo de cooperação será publicada no Diário Oficial do Estado e, após, será divulgado edital para seleção dos estagiários.

Inicialmente serão disponibilizadas 5 (cinco) vagas para acadêmicos do curso de Direito, 5 (cinco) vagas para acadêmicos de Psicologia e 2 (duas) vagas para o curso de Administração.

Para o Delegado Geral de Polícia “a expectativa é muito positiva e a partir da avaliação dos resultados o programa de estágio poderá ser expandido”, informou Eliseu.

Na conclusão Camargo fez questão de destacar o apoio da Polícia Civil ao projeto, bem como agradeceu o professor Dr. Davi pela adesão incondicional ao programa de estágio.

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *